PiggyBack

IMAGEM: MBC – Coffee Prince/Reprodução

Como vimos da última vez(aqui) o skinship faz parte do cotidiano na vida dos casais coreanos. E por isso hoje iremos aprender um pouco mais sobre o skinship mais usado nos dramas: o PiggyBack.

O piggyback é considerado inofensivo porque ele está envolvido em uma questão de honra viril, como uma exibição da força do macho alfa. Como já sabemos os coreanos bebem muito e quando uma mulher está bêbada e inconsciente o homem faz sua parte como um cavalheiro e herói e ele ainda ganha pontos extras por fazer as mulheres ao redor se perguntarem “por que meu namorado não pode fazer isso?” Mas não entendam errado, nada de apalpar ou se aproveitar da moça, é algo realmente de honra.

Como os coreanos não mostram intimidade em público, o piggyback acaba sendo uma desculpa para o skinship.

Em termos práticos, dramas precisam de desculpas para a proximidade física. Especialmente se seus personagens ainda estão na fase inicial do relacionamento. Assim, além de se embebedar, ser carregado nas costas é o melhor dispositivo, para forçar os protagonistas  a passar por um nível de skinship . É um brilhante método para transformar sentimentos de personagens que ainda se odeiam.

Além do padrão de beber e desculpa para skinship, o “cavalinho” é uma lembrança da relação de uma menina com o seu pai. Claro que não de forma sexual, mas não podemos negar que a mulher quase sempre se apaixona por um homem baseada nos padrões vindos de seu pai. E em uma sociedade patriarcal como é a coreana esses valores sempre refletem diretamente na televisão, música e cultura em geral.

O passeios nas costas é como se infantilizassem as mulheres para igualá-las com as meninas , e os homens fazem a parte paternal. Em Personal Taste Kae -in faz uma comparação direta entre as costas de Jin -ho e de seu pai, e durante todo esse drama ele a carrega como um substituto para o seu pai e pela falta dele. Nos dramas o Piggyback  é uma associação intencional para tornar o protagonista em um herói seguro e confiável … como um pai.

É um gesto simples, mas carregado de ideais românticas e associações paternos. Ele elimina a necessidade de dizer ao seu público: este é um homem doce e carinhoso, de coração quente mesmo debaixo da aparência rude.

E pra você ? Qual a melhor cena de piggyback que já assistiu ?

 

FONTE: Drama Beans ( Inglês)

avatar
About Isabelle

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *