Cédula Comemorativa

Imagem: http://www.korea.net/

Cédula comemorativa passará a circular a partir de novembro de 2017 e estará disponível para revenda no portal do Comitê Organizador de PyeongChang 2018.

Pela primeira vez, o Banco da Coreia emitirá cédulas comemorativas. Até a ocasião, apenas moedas comemorativas haviam sido promovidas como forma de homenagear importantes eventos. 

A cédula comemorativa de W2.000, além de trazer em sua estampa frontal a patinação em velocidade, trará outros esportes de inverno como o esqui, o hóquei no gelo e o luge. Atrás, a clássica pintura “Tiger Under A Pine Tree” de Kim Hong Do, renomado artista da Dinastia Joseon, estampará a cédula. Ambos, o tigre e o pinheiro, são considerados símbolos da nação coreana. 

A tiragem estimada pelo Banco da Coreia para a cédula comemorativa de W2.ooo é de 2,3 milhões de folhas e podem começar a ser emitidas a partir do dia 17 de novembro de 2017, podendo reservar um intervalo considerável até sua circulação.

Popular entre colecionadores, as moedas e cédulas comemorativas, podem representar um valor simbólico maior e atrair públicos de todo o mundo em sua compra. Apesar do Banco da Coreia ainda não ter divulgado o valor de custo da cédula comemorativa para os Jogos de Inverno em PyeongChang 2018, Lee Han Byul, economista do Departamento de Emissões de Moedas do banco, afirma que elas devem custar acima do seu valor nominal.

Após a emissão das cédulas comemorativas, é esperado que o Comitê Organizador de PyeongChang 2018 compre as notas em massa, para então disponibilizar a revenda a compradores nacionais e estrangeiros. 

Antes de divulgar a cédula comemorativa, o Banco da Coreia revelou o conjunto de moedas comemorativas em ouro, prata e bronze para as Olimpíadas de PyeongChang 2018. Até o momento, 11 modelos foram divulgados e representam desde esportes de inverno como o Esqui, imagens de eventos esportivos de inverno que acontecerão na competição como o Biatlo, até atletas.

Fontes: Korea.Net e Korea Times

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *