Cerimônia de 64

Imagem: http://k-heritage.tv/

A sociedade coreana passou por uma rápida modernização, com isso a renovação dos costumes tradicionais através da arte tem se tornado muito comum. Em um esforço de fundir rituais ancestrais com a vivacidade da dança contemporânea, o Teatro Nacional da Coreia está encenando  “Cerimônia de 64”, que junta diferentes tipos de costumes incluindo ritos ancestrais reais e rituais do budismo.

Em 70 minutos, são apresentados diversas danças  como“Ilmu” (일무), um ritual real;“Bara”, “Butterfly”, “Beopgo” que são danças budistas, além das “Dosalpuri” – realizada para afastar a má sorte – e “Chunaengmu”, dança da corte da Dinastia de Joseon dedicada ao rei. Pode-se dizer que a tentativa de apresentar uma interpretação moderna de todas essas danças tradicionais em um único desempenho é um desafio sem precedentes.

“Cerimônia de 64″ possui esse nome pois suas coreografias contam com oito dançarinos formando 8 linhas, totalizando 64 dançarinos. Desses 64,  45 bailarinos são da Companhia Nacional de Dança Coreana. A apresentação tem como diretor de arte  e responsável pela criação da coreografia Yun Sung-joo, grande artista coreano responsável pela grande produção “The Scent of Ink”. Além disso, especialistas de diversas áreas colaboraram com a peça para modernizar elementos como  roupas, palco e iluminação que completam esse desempenho grandioso. Em termos de estética, as produções de dança do Teatro Nacional da Coréia raramente são uma decepção, e “Cerimônia de 64” não será diferente.

Com a elegante coreografia juntam-se os sons tradicionais da Coréia do compositor Parque Woo Jae, incluindo partes instrumentais e pansori.

“Cerimônia de 64” está sendo encenado no Teatro Nacional da Coreia, em Jangchung-dong, Seul, nos dias 09, 10 e 11 de abril. Os ingressos variam de 20.000 a 70.000 won. Para mais informações, ligue para (02) 2280-4114 ou visite www.ntok.go.kr.

Como chegar: Linha 3 do metrô e descer na estação Dongguk University – Saída 6.

Fonte: National Theatre of Korea e Korea Herald

avatar
About Jessica

Editora Chefe (Belo Horizonte - MG) Jornalista por formação e comunicóloga por vocação. Tão apaixonada pela cultura coreana, que fala e escreve sobre ela o tempo todo. Trabalha a finco para quebrar os pré conceitos que se existe em relação a Coreia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *