casamentos coreanos, pyebaek, korean tradition, korea

Imagem: hangukcomacai.blogspot.com.br

Em uma tentativa de aproximação com as sociedades ocidentais, algumas tradições dos casamentos coreanos vêm mudando. E isso é evidente nos casamentos, que se tornaram muito semelhantes ao estilo europeu e americano. A noiva se veste de branco, carrega um buquê, o noivo usa terno, mas algumas diferenças são interessantes, como o fato de parentes trajarem o tradicional hanbok (한복) ou ainda a cerimônia do pyebaek (폐백), restrita aos membros da família, onde o casal reverencia os anciãos da família, além de receber aconselhamentos e ouvir experiências.

– As cerimônias de casamento coreanas modernas acontecem em “wedding halls” (hotéis ou prédios próprios), num sábado, no horário do almoço (entre 11h30 e 14h). E a duração é de, no máximo, 30min. Embora o número de cristãos seja cada vez maior na Coreia, casamentos em igreja ainda são raridade.

– A escolha do dia do casamento não é aleatória. Muitos coreanos acreditam que existe uma data auspiciosa para isso. Por isso, é comum que eles procurem cartomantes ou videntes para saber quais são os dias bons para casar.

– Os presentes de casamento são em dinheiro, entregues em envelopes brancos, em valores a partir de 50 mil wons (≅ 100 reais), para não-íntimos, até 1 milhão de wons (≅2 mil reais), no caso de parentes ou amigos próximos. A lista de convidados geralmente é organizada pelos pais dos noivos.

– Não existe “festa de casamento”. Tudo tem que ser muito rápido. Depois de uma curta cerimônia, os convidados seguem para o restaurante que fica dentro do wedding hall, onde há um bufê, compartilhado com os convidados dos outros casamentos do dia.

– Mesmo com a rapidez, existe um padrão. Há uma apresentação sobre o casal, seguida da entrada do noivo sozinho e da noiva com o pai. A marcha pode ser com ou sem música. Geralmente, não há padrinhos e daminhas. Alguém canta uma música e, ao fim, os noivos partem com uma espada um bolo que não é oferecido aos convidados.

– Ao término da cerimônia, dá-se início a uma sessão de fotos com os familiares. Quando se juntam os amigos, o fotógrafo escolhe alguém aleatório para pegar o buquê e registra o momento em que a noiva joga para trás e a pessoa escolhida segura, mas, depois, as flores são devolvidas para a mão da noiva, que continua a tirar fotos. Nem sempre o sentido de segurá-lo é o mesmo de outras culturas.

– Os noivos, então, se preparam para uma cerimônia particular para parentes, chamada pyebaek (폐백). Os dois vestem um hanbok (한복) e seguem alguns ritos para trazer boa sorte aos dias futuros. Ainda nesta cerimônia, se curvam aos mais velhos, depois bebem e saboreiam algumas comidas especiais, como tâmaras, tteok (, que são doces de bolo de arroz), além de amêndoas e nozes.

O vídeo abaixo mostra como é o pyebaek:

Não deixe de acompanhar o meu blog, onde eu conto mais sobre minha vida na Coreia.

 

avatar
About Ariane Annunciação

Ariane Annunciação (Rio de Janeiro) – jornalista, estudante de História e tradutora freelancer, casada com um coreano, dorameira e apaixonada pela cultura oriental. Morou na Coreia por dez meses entre 2013 e 2014 e mantém um blog sobre sua experiência no país, o http://hangukcomacai.blogspot.com.br/

5 Responses to Você sabe como são os casamentos coreanos?
  1. avatar

    […] apenas em datas especiais, como a celebração dos 100 dias do nascimento de uma criança, em casamentos e principais feriados como o […]

  2. avatar

    Amo o site <3 sou super curiosa sobre a coreia e ele tira todas minhas duvidas, emfim, bem diferente o modo como eles se casam, parece bem corrido só 30 min, sendo que aqui é quase 30 só pra noiva entrar hhahaha ^^

  3. avatar

    Adorei o post!!! Sempre acompanho o site! É muito curiosa a cultura coreana e fico feliz que vocês sempre compartilham um pouco dela conosco!! Obrigada


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *