page1O Dia do Trabalho (노동절), comemorado neste 1 de maio na Coréia do Sul e também em diversos países do mundo, foi marcado por homenagens, manifestações políticas e grandes vendas. Em Seul, cerca de 10.000 pessoas participaram de manifestações de acordo com a Confederação de Sindicatos coreano, trazendo as ruas demandas como melhores condições e estrutura de trabalho, mas especialmente homenagens e atos de solidariedade as vítimas e famílias da tragédia de Sewol que se estenderam ao Lotus Lantern Festival.

Já no comércio, apesar da data não ser um feriado nacional (mas ainda assim, sendo um dia comemorado pelo país) muitos escritórios e mercados financeiros estiveram fechados. Diferentemente dos shoppings que se prepararam com grandes eventos e estratégias de marketing para receber turistas chineses que procuram vir ao país em sua temporada de férias. O atrativo ia dos grandes descontos a doação de diamantes, por marcas muito populares aos consumidores.

O Lotte Mall abriu uma loja pop-up coreana especialmente na data, que venderá produtos relacionados a dramas coreanos populares. Mais de 1 milhão de turistas chineses passaram pela Coréia neste primeiro trimestre do ano, registrando um aumento de quase 45% em relaçao a mesma data no ano passado. O Dutty Free Shop, também registrou um pico recorde de vendas de mais de 850 milhões de dólares (+15%) em relação ao ano anterior.

Fonte: The Korea Times e Arirang TV

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *