Série Etiqueta Coreana - Pronomes e Títulos

Imagem : cupom.com

A escolha do pronome de tratamento que utilizamos para falar e escrever quando nos referimos a alguém é extremamente importante. Da mais simples pessoa a mais importante é crucial utilizar uma forma respeitosa, e os coreanos tem algumas pequenas normas quanto a isso. Aprenda neste post da serie etiqueta coreana.

É considerado muito descortês referir-se a um coreano pelo nome de batismo. A maioria usa títulos profissionais adequados até que estas pessoas, especificamente o chefe ou colegas, informem seus nomes e permitam que o chamem assim.

Deve-se tratar um coreano com os termos “senhor (씨 – ssi)” , “senhora(씨 – ssi)”, “senhorita(아가씨 – agassi)” + nome de família; No entanto, nunca trate uma pessoa de nível superior desta forma, use o termo Seonsaeng ( 선생 -professor) que significa alguém que tem algo a ensinar, e o sufixo “님 – nim” é utilizado para pessoas mais velhas, ficando Seonsaengnim.

Nomes coreanos são o oposto dos nomes ocidentais com o nome de família em primeiro lugar, seguido do nome dividido em duas partes.

Entenda mais sobre os nomes coreanos : AQUI e AQUI

Exemplo: Lee (Família) + Dong + Sung . Dong Sung é o nome da pessoa, neste caso o correto seria chamá-lo de senhor Lee ou Lee Seonsaengnim.

Nunca use palavras como “companheiro”, “cara”, “este homem” ou “aquele homem”, pois é considerado humilhante.

O primordial para se sair bem em um país totalmente diferente do seu é entender que as pessoas são diferentes, e esperam coisas diferentes numa mesma ocasião, não chegue pensando que sabe demais apenas por conhecer as normas de comportamentos, seja humilde e sincero, e se cometer algum erro as pessoas vão entende-lo melhor. Para conhecer outros aspectos da etiqueta coreana leia os post anteriores e acompanhe a serie. Até o próximo post!

Fonte : www.ediplomat.com e www.koreanclicks.com

avatar
About Cecilia Bohrer

Editora de Conteúdo (Belo Horizonte - MG) - Estudante de jornalismo é apaixonada por comunicação, cultura oriental e o meio gospel. É editora do BrazilKorea, chefe de redação do O-Studiomix, apresentadora da Rádio Conexão Kpop, tradutora da page LifeInKorea, repórter do Centro Cultural coreano, trainee de produção de TV na Rede Super, e fez diversas participações em programas e eventos. Além de ser uma grande admiradora da cultura coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *