HHI Ulsan

Imagem: ship-technology.com

Desde 1972 o estaleiro localizado em Ulsan é operado pela Hyundai Heavy Industries (HHI) já produziu cerca de 3000 navios e embarcações, sua produção representa em torno de 15% do mercado mundial.

Durante o seu período de desenvolvimento, na década de 60, a Coreia do Sul investiu na indústria do aço. Um dos grandes frutos desse investimento é a indústria naval sul coreana, que se tornou a mais relevante e de maior produção no mundo graças a os grandes conglomerados empresariais Hyundai, Daewoo e Samsung (conhecidas como as “Grandes três” da construção naval). Dentre os grandes recordes alcançados por esta indústria no país, está o de maior estaleiro naval do mundo.

Com uma estrutura de mais de 720 hectares, que se estendem por 4km da costa da baia de Mipo, o estaleiro conta com 18 diques secos e uma legião com cerca de 2500 máquinas de içamento e guindastes para garantir as operações. Um dos símbolos da passagem da hegemonia da construção naval para os sul coreanos foi a instalação do maior guindaste Goliath já construído, com 138m de altura e capacidade de 1600 toneladas pelos 710m de extensão dos seus trilhos, trazido da Suécia. O estaleiro ainda conta com uma forja, robôs de solda, oficinas de montagens, linhas de cortes de aço, e tem como um dos trunfos um sistema de pintura amigável ao meio ambiente.

Um aspecto curioso desse complexo industrial é o modo de vida da maioria dos seus 60 mil funcionários. Carros, restaurantes, lojas de departamento, teatros, hospitais, escolas e até times esportivos, todos carregam a marca da empresa e criam um ambiente único onde quase todos os aspectos da vida estão de alguma forma vinculados a corporação. Para muitos isso pode parecer excessivo, mas dado a complexidade e a precisão envolvida na construção dos gigantes, que literalmente movimentam o mundo, não é incomum encontrar indivíduos e famílias que dedicam a vida para que tudo isso seja possível.

Cerca de metade da produção de navios do mundo está na Coreia, os mais impressionantes são certamente da classe pós-panamá, que chegam até 400m de largura, como o CSCL Globe (produzido em 2014 pela HHI). Os navios produzidos alimentam as frotas das maiores companhias de transporte de mercadorias do mundo hoje, como a Maersk, MSC e COSCO. O mercado militar não fica atrás com a produção de fragatas e submarinos desde a década de 80 para a marinha coreana (ROK Navy) e para aliados como Estados Unidos. Em Ulsan, a HHI não se limita, e afirma poder construir qualquer tipo de embarcação que seus clientes possam desejar.

Em 2013 o Brasil recebeu um caso único de joint-venture entre a Hyundai Heavy Industries e a BMC (até então distribuidora autorizada), com a inauguração em Itatiaia, estado do Rio de Janeiro, de uma fábrica da linha amarela (maquinas pesadas em geral tal como escavadeiras e empilhadeiras). As máquinas que também são produzidas em Ulsan (em uma linha conjunta a linha naval), começaram a ser produzidas no Brasil com o planejamento de que a linha chegue a marca de 5 mil máquinas/ano.

Pra quem está na Coreia é possível visitar o Estaleiro, saiba onde fica:

Endereço: 1000, Bangeojinsunhwan-doro, Dong-gu, Ulsan 울산광역시 동구 방어진순환도로 1000 (전하동)

Horário de funcionamento: Seg-Sex: 09:00-16:00 (40 minutos de duração)

Número de telefone: +82-52-202-2114

Entrada gratuita.

Fontes: KTO, BBC, HHI, Revista M&T, Global Security

avatar
About Israel Araujo

Programador (Maringá-PR) - Estudante universitário e programador web, tem nos últimos 3 anos se interessado pela cultura coreana, k-pop, programas de variedade, e-sports, doramas e logicamente por toda a tecnologia. Tem como meta viajar para a Coreia e conhecer este país tão fascinante.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *