Hi-Lite Records

Imagem: Divulgação

Fundada em 2010, pelo respeitado rapper Paloalto, a Hi-Lite Records não só representa a força da cena underground coreana, mas carrega em seu slogan, “My life so bright”, a essência de como seus artistas se sentem e transmitem seus trabalhos ao público.

“A Hi-Lite Records é o lugar aonde vários artistas de diferentes estilos podem fazer e lançar suas músicas”

– Paloalto, em entrevista para Arirang TV

Esta seria a melhor definição para a Hi-Lite Records. Fundada pelo rapper Paloalto, um dos mais respeitados na cena undergrond coreana, após sua saída da Jungle Entertaiment em 2009 (que também foi casa de lendários rappers como Tiger JK, Yoon Mi Rae e Bizzy, sendo Tiger JK o criador da empresa), o rapper resolveu criar o seu próprio selo com o objetivo de reunir artistas com visões musicais diferenciadas, buscando fazer a música sem interferências e com a liberdade de criação sendo respeitada. A maneira de viver da música só poderia ser atingida, na visão de Paloalto, de modo independente. E assim, surgiu a Hi-Lite Records.

Paloalto convidou então um time seleto de artistas, um a um, para compor a Hi-Lite Records, cada um com seu estilo próprio e público, seja no Rap ou no R&B. Um dos primeiros artistas que assinou com a gravadora foi o rapper Huckleberry P, um dos grandes destaques do estilo freestyle (rimas improvisadas na hora). Além disso, Huckleberry P destaca-se pela sua incrível capacidade lírica, sendo considerado por muitos críticos músicais um grande letrista. Juntamente com o beatmaker Soul Fish, compõem o projeto musical chamado Pinodyne.

Reddy é outro rapper que faz parte da gravadora. Conhecido por sua inclinação aos raps que versam sobre o amor, desde os momentos felizes aos conflitos, o rapper ganhou maior projeção em fevereiro de 2016, após lançar a música “Think” com o Jay Park. Reddy também fez parte da 5ª edição do programa de sobrevivência para rappers do canal Mnet “Show Me The Money”, onde conseguiu avançar em algumas fases do programa, fazendo parte do time comandado por Zion.T e Kush (YG). No underground, Reddy já possuia certo destaque, pois fez parte da The Cohort (Juntamente com Okasian e Keith Ape, ex-membros da Hi-Lite Records que passaram a se dedicar em carreira independente nos EUA).

Soul One que também compõe o roll de artistas da Hi-Lite Records, é cantor de R&B. Dono de uma poderosa e melódica voz, Soul One já realizou diversas colaborações com seus companheiros de selo. Em agosto de 2016, realizou seu comeback com a canção “No Jam” junto ao labelmate, o rapper Evo. Evo estava em hiatus, mas retomou as atividades musicais neste ano de 2016, inclusive tendo participado do Show Me The Money 5, sendo eliminado ainda nas primeiras etapas.

G2 foi outro rapper que neste ano ganhou uma maior projeção no cenário musical coreano. O rapper também compôs o elenco da 5º temporada de Show Me The Money, no time comandado por Simon Dominic e Gray (AOMG). Considerado um forte candidato a vencer o show, G2 chegou a avançar algumas etapas, apesar de em seguida em disputa com o rapper One, ser eliminado. G2 já era respeitado por muitos na cena underground coreana, sendo um rapper bastante habilidoso e com uma presença de palco fora do comum. Um dos trabalhos de maior destaque é a sua colaboração com o rapper Keith Ape, intitulada Brainwash Project.

Outro rapper que compõe a Hi-Lite Records é Sway D, tendo se juntado recentemente a gravadora, colaborando com o ex-membro B-Free (que saiu e fundou seu próprio selo, chamado New Wave) e o CEO Paloalto. Sway D segue uma linha mais ligada ao Trap Music, e também faz parte do coletivo chamado Green Club.

Além dos artistas já citados, a Hi-Lite Records conta com o Dj Djanga e o Camo Starr.

Em outubro de 2015, a Hi-Lite Records teve seu selo comprado pela CJ E&M, grande empresa coreana da indústria do entretenimento. O investimento representou para a gravadora, um impulsionamento no setor de marketing e uma expansão no mercado fonográfico, permitindo assim, que os artistas da Hi-Lite tivessem autonomia para desenvolver seus trabalhos musicais. 

PREMIAÇÕES

A Hi-Lite Records conquistou em 2013 o prêmio de “Gravadora do Ano” e “Álbum do Ano”, com o disco “Hi-Life”. Essas premiações foram concedidas pelo site especializado em crítica de rap mais conhecido da Coreia do Sul: HIPHOPPLAYA. Já em 2015, a Hi-Lite voltou a receber premiações do HIPHOPPLAYA, nas categorias “Música do Ano” e “Clipe do Ano” pela música “It G Ma”, do antigo membro do selo, o rapper Keith Ape.

Acompanhe a Hi-Lite Records no SiteFacebook,  Twitter e Youtube.

Texto: João Victor Cruz (RAP Made In Korea)
Revisão: Bárbara Brisa

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *