impeachment

Imagem: uol.com.br

Na noite desta última quinta feira (09/03) o corpo de juízes da Suprema Corte Constitucional coreana aprovou o pedido de impeachment da presidente Park Geun Hye. A Coreia do Sul tem agora 60 dias para eleger o novo representante da nação.

Eleita presidente em 2013 para um mandato de 5 anos, Park Geun Hye (박근혜)  nasceu em 2 de fevereiro de 1952, em Daegu. É a filha mais velha do ex-presidente da Coreia do Sul, Park Shung Hee, e perdeu a mãe em um atentado terrorista em 1974, assumindo o cargo de primeira dama no lugar de sua mãe até 1979, quando seu pai foi morto por um agente de segurança da própria Coreia do Sul.

Construiu sua carreira política no partido Saenuri e foi a primeira mulher eleita para o cargo mais alto do país. Em dezembro de 2016, 234 dos 300 representantes da Assembleia Nacional votaram a favor do impeachment, tendo a presidente afastada de suas funções e o primeiro ministro, Hwang Kyo Ahn, assumido o cargo interinamente.

Uma série de escândalos envolvendo corrupção, uso de informações privilegiadas e favorecimento de empresas veio a público em outubro de 2016, quando foram descobertas gravações de uma amiga de Park,  que não tinha nenhum cargo no governo mas gozava de acesso e poder dentro da Casa Azul.

Choi Soon Sil, a amiga e conselheira da ex presidente foi detida e grandes empresas coreanas como Samsung, Hyundai e Lotte estão sendo acusadas e seus executivos depondo em diversos processos criminais.

O processo de Impeachment após ter sido aprovado pela Assembleia Nacional foi enviado a Suprema Corte Constitucional, onde 9 juízes escutaram várias testemunhas tanto da defesa quanto de acusação, tendo decidido por unanimidade pelo impeachment. Park Geun Hye responderá a todas as acusações sem qualquer tipo de imunidade parlamentar.

Este é o segundo processo de Impeachment que a Coreia do Sul enfrenta. Em 2004, Roh Moo Hyun foi afastado pelos representantes da Assembleia Nacional, porém voltou ao poder dois meses depois quando a Suprema Corte Coreana julgou injustificadas as acusações.

A partir de hoje a Coreia entra em período de preparo de eleições que, segundo a mídia local, pode ocorrer no dia 09 de maio, tendo como uns dos prováveis candidatos a presidência Moon Jae In, do Partido Democrático da Coreia.

Fontes: The Guardian, CNBC, Wikipedia

avatar
About Alcina Knabben

Editora Executiva (Florianópolis - SC) - professora universitária, mestre em administração, apaixonada pela Coréia (negócios, maquiagem, comidas e TV) tem se dedicado a importação e a divulgação da cultura coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *