Koreatown China

Imagem: china.org.cn

A China é o maior país asiático – terceiro maior do mundo, perdendo apenas para Rússia e Canadá – e com a maior população mundial. Logo, também é o lar de muitos coreanos e descendentes.

Os coreanos que vivem na China se concentram nas grandes cidades e formam a maior colônia sul coreana fora da Coreia, sendo cerca de 800.000 residentes fixos espalhados pelo país.

Pequim

Pequim, conhecido também como Beijing, é a capital da China. Tem duas grandes koreatowns:

* Wangjing, no distrito de Chaoyang, foi o lugar escolhido pelas grandes empresas coreanas para se estabelecerem, junto aos imigrantes coreanos que abriram seus comércios relacionados à cultura e que marcam todas as koreatowns ao redor do mundo, como restaurantes tradicionais, cafés, mercados, karaokês, clubes, livrarias, saunas e até escola. É conhecido por muitos como “distrito coreano”, e tem um grande número de descendentes nas terceira e quarta gerações.

* Já a segunda Koreatown está em Wudaokou no distrito de Haidian. Está próximo de diversas universidades, como Peking University, Beijing Languege and Culture University, Beihang University entre outras, e por isso é vista como uma região jovem e com muitos estrangeiros que foram estudar em alguma dessas universidades. Dentre esses estudantes estrangeiros, a quantidade de coreanos se sobrepõe a outras nacionalidades. Nas principais ruas é fácil encontrar bares e clubes, e no meio deles, muitos estabelecimentos coreanos são identificados por suas placas e propagandas em hangul.

Wangjing e Wudaokou são localizados em lados opostos, mas estão interligados pela linha 13 do metrô.

Qingdao

Qingdao tornou-se um importante porto comercial na província de Shandong, após passar por um forte desenvolvimento das indústrias secundárias e terciárias depois da década de 1980. Exatamente por ser uma região portuária, tem fortes relações com países estrangeiros, principalmente Coreia do Sul e Japão.

Há duas linhas de balsas que ligam Qingdao a Coreia do Sul: “The New Golden Bridge II” que vai até Incheon, e “Blue Sea Ferry” que vai até Gunsan.

Shenyang

Shenyang é um importante centro industrial da China, com muitas empresas estrangeiras, principalmente as coreanas, russas e japonesas.

A koreatown fica aos arredores de um templo budista tibetano, em “West Pagoda”, onde vive a maior parte dos coreanos de Shenyang.

A culinária coreana também é muito presente no dia-a-dia, sendo considerada típica da região.

Shanghai

Em Shanghai também pode-se encontrar muitos coreanos que residem por lá.

No distrito de Gubei há uma popular koreatown, com diversos comércios, restaurantes e outros estabelecimentos típicos.

Confira outras matérias sobre as koreatowns espalhadas pelo mundo aqui.

Fontes: Ministry of Foreign Affairs, Wikipedia (1, 2, 3, 4, 5, 6)

avatar
About Thami

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *