mascotes da olimpíada e paraolimpíada de inverno, mascotes

Imagem: http://www.pyeongchang2018.com/

A diretoria do Comitê Olímpico Internacional aprovou as mascotes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno que será realizado na cidade de Pyeongchang em 2018. Conheça o tigre branco, chamado “SOOHORANG” e o urso “BANDABI”.

Segundo o Comitê Organizador de PyeongChang 2018, o tigre branco Soohorang (수호랑)  foi escolhido por estar intimamente ligado a cultura coreana. Nos contos folclóricos coreanos, o tigre branco aparece como símbolo de confiança, força e proteção. Ele é visto como um guardião que ajudou a proteger o país e seu povo. Além disso, para os coreanos o formato da península coreana lembra um tigre.

mascotes da olimpíada e paraolimpíada de inverno, mascotes

Imagem: http://www.pyeongchang2018.com/

O nome dado ao tigre, Soohorang (수호랑), tem um significado especial. Sooho (수호) , a palavra coreana para guardião, faz alusão à proteção dos atletas, espectadores e outros participantes dos Jogos Olímpicos. Rang (랑) vem da letra do meio de 호랑이, que significa tigre, e também a partir da última letra de Jeongseon Arirang, uma tradicional música da província de Gangwon, onde PyeongChang está localizada.  A cor do mascote também tem um significado: a maioria dos esportes praticados nos Jogos de Inverno precisam, para serem realizados da neve e do gelo, que são brancos.

O Bandabi (반다비) foi escolhido como o mascote paralímpico porque os ursos para os coreanos representam força de vontade e coragem. Além disso, o urso negro é o animal simbólico da província de Gangwon.

mascotes da olimpíada e paraolimpíada de inverno, mascotes

Imagem: http://www.pyeongchang2018.com/

Lee Hee Nom, o presidente do Comitê Organizador da Olimpíada de Inverno de 2018, disse que as mascotes encarnam a “vontade coletiva” de que a Coreia do Sul tenha êxito como sede do evento e são a “ponta de lança” das atividades de comunicação e marketing dos Jogos.

Gunilla Lindberg, chefe da comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional para os Jogos de 2018 comentou que o tigre branco foi uma ótima escolha para uma mascote porque “é um belo animal, fortemente associado com a cultura coreana”.

A Coreia do Sul também usou um tigre como mascote, o “Hodori” para os Jogos de Seul, em 1988, na última vez que o país sediou uma edição da Olimpíada. O comitê organizador comunicou que vai realizar cerimônias em Seul e Pyeongchang em julho para promover publicamente as mascotes.

E aí, o que acharam das mascotes?

Fontes: Yonhapnews e IstoÉ

avatar
About Jessica

Editora Chefe (Belo Horizonte - MG) Jornalista por formação e comunicóloga por vocação. Tão apaixonada pela cultura coreana, que fala e escreve sobre ela o tempo todo. Trabalha a finco para quebrar os pré conceitos que se existe em relação a Coreia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *