Reply 1997

Imagem: Brazilkorea

“A Onda Coreana e a representação do passado em Reply 1997” é o objeto de estudo abordado no TCC de Daniela de Souza Mazur Monteiro, bacharel em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense no Rio de Janeiro em 2014.

A partir de elementos da história contemporânea coreana, da linguagem da cultura pop e da perspectiva de produção cultural, Daniela Mazur esboça uma análise compreensiva do novo fenômeno cultural que conquistou a Ásia e que vem cativando admiradores em outras partes do mundo: a Onda Coreana, chamada de Hallyu, aliado a narrativa de “Reply 1997”, drama coreano lançado pelo canal de TvN em 2012.

Dividido em três capítulos (I- A Coreia do Sul, II- A Onda Coreana e III- O Caso Reply 1997), o trabalho visa contemplar desde elementos históricos da contemporaneidade do país, o nascimento do fenômeno cultural Hallyu e a definição e ascensão leste-asiática dos kdramas, até a representação desses contextos históricos durante os episódios do drama.

A relevância da obra, portanto, se estabelece a partir de um esforço que se dá junto ao recente estabelecimento dos estudos coreanos, especialmente no que tange a indústria de entretenimento local, conferindo a si então, caráter pioneiro entre a produção na comunidade acadêmica brasileira.

O primeiro capítulo de “A Onda Coreana e a Representação do passado em Reply 1997” traz uma contextualização histórica, abordando fatos diretamente ligados à formação atual da Coreia do Sul e à criação da Hallyu. Além disso, guerras, estratégias político-econômicas e influências culturais são pontos chave para tentar compreender a complexidade que abrange o fenômeno, em especial, a década de 1990, que teve papel fundamental nessa cronologia, não só por marcar o início da Hallyu, mas também o acontecimento da Crise Econômica Asiática de 1997, onde medidas econômicas e culturais foram tomadas a fim de reestruturar a economia do país. No segundo capítulo é abordado o nascimento da Hallyu e também o conceito de formato Drama de TV. Utilizando autores que estudam tanto a Onda Coreana quanto os Dramas de TV, são discutidos conceitos importantes para as suas formações e estruturas. Enquanto no terceiro capítulo, os conteúdos discutidos anteriormente para a análise do Kdrama “Reply 1997” ganham aplicação através de recortes narrativos, fatos históricos e a influência da cultura pop na criação dos personagens.

O recorte da bacharel dentre tantos dramas de TV sul coreanos, se faz eficaz a partir de “Reply 1997”, pois sua narrativa constrói o passado recente de uma forma política que atenua os conflitos e se vale de uma linguagem popular, mostrando a virada de uma Coreia tradicional para uma Coreia contemporânea, que é, na atualidade, conhecida globalmente, não só pela produção tecnológica, mas também por sua movimentação cultural, onde filmes, dramas, música e empreendimentos artísticos compõe o hall de produtos que difundem a cultura da Coreia do Sul e apoiam indiretamente o país em jogadas políticas e financeiras.

“A Onda Coreana e a Representação do passado em Reply 1997” está disponível para leitura e download, confira na íntegra.

O Drama Reply 1997 está disponível, com legendas em português, pelo DramaFever e pode ser acessado AQUI.
Confira também informações sobre a OST do drama no post [Especial BrazilKorea] OST & Drama – Reply 1997

Bons estudos!

Agradecimento: Daniela Mazur

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

One Response to Reply 1997 e a Onda Coreana – Estudos Coreanos
  1. avatar

    esse artigo me ajudou tanto, porque estou fazendo um tcc com o tema parecido, mas englobei todos os doramas, me ajudou muito com alguma base ♥


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *