IMAGEM: www.debakfm.com

IMAGEM: www.debakfm.com

Hoje mais uma sugestão de web radio super bacana, que toca kpop 24 horas, 7 dias na semana. Conheça a Rádio Debak.

A rádio Debak surgiu em agosto de 2011, quando o kpop era um ritmo pouco conhecido aqui no Brasil.  “No dia 27 de agosto foi lançado um piloto, a nível de conhecimento para saber se realmente ia dar certo. No início, havia somente eu como locutor e fazia uma programação diversificada falando sobre a origem do k-pop, atendendo a pedidos e fazendo brincadeiras com os ouvintes” diz Victor Silva, administrador da rádio.  O primeiro programa alcançou 120 ouvintes, sendo que somente aqueles que tivessem o IP de streaming podiam se conectar.  Em setembro do mesmo ano, por causa do aumento da audiência o site foi lançado.

Hoje a rádio possui mais locutores e possui diversos programas em sua programação. O Supapa, é um especial do Super Junior, que acontece todos os domingos à partir das 19hrs. Já o B2uty Time, é para os fãs de B2st e é transmitido todas as quinta-feiras às 20hrs30min e o 4Ya’A+ é um especial do MBLAQ que acontece aos sábados às 20hrs30min.  Além de programas musicais, as noites de sexta e sábado são recheadas de polêmica por parte das cartinhas com sonhos e histórias dos fãs enviadas ao programa BooM Shakalaka. “Tentamos manter uma programação divertida e com bastante interação com os ouvintes. Seja através de nosso chat ou através das redes sociais, tentamos sempre trazer os ouvintes para dentro da programação, afinal eles são a alma da rádio e a opinião deles sobre o que estão escutando é muito valorizado para que possamos melhorar ainda mais as programações” disse Victor.

Você pode curtir a página no Facebook, clicando aqui. Ou entrar diretamente no site, clicando aqui.

Agradecimentos: Vitor Souza

avatar
About Jessica

Editora Chefe (Belo Horizonte - MG) Jornalista por formação e comunicóloga por vocação. Tão apaixonada pela cultura coreana, que fala e escreve sobre ela o tempo todo. Trabalha a finco para quebrar os pré conceitos que se existe em relação a Coreia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *