Bairro Flores

Imagem: http://ntd.la/

A Argentina é o segundo maior país da América Latina e abriga uma das maiores populações do subcontinente. Dentre essa expressiva população de imigrantes, estão os coreanos que possuem um bairro dedicado a eles, o Bairro Flores.

“Já somos como latinos”, afirma Marcela Lee, Secretária da Associação Coreana Argentina, no documentário “Comunidad Coreana en la Argentina”. A população argentina tem sua descendência marcada por povos imigrantes, prioritariamente asiáticos e europeus que ao longo dos séculos se estabeleceram no país.

Entretanto, a história de imigração do povo coreano para a terra da prata, tem marco oficial nos anos 60, se consolidando no Bairro Flores como uma pequena Koreatown ou Baek Ku e atingindo seu ápice nos anos 90, abrigando mais de quarenta e cinco mil coreanos, tendo em 2015 registrado uma média de trinta mil.

Ao adentrar a Avenida Castanhares o cenário argentino passa a ganhar traços coreanos através do povo como também dos murais, outdoors e placas que estampam o comércio local do Bairro Flores. Entre remanescentes da primeira geração vinda da Coreia e grande parte da atual comunidade, pertencente a segunda geração que nasceu já na Argentina, os coreanos dispõem de uma estrutura local que permite uma imersão nas tradições e sabores da península asiática.

São confeitarias, restaurantes, igrejas, norebang, lojas e eventos culturais que ganham destaque a cada ano entre a população vizinha, que inclui peruanos, bolivianos e paraguaios, permitindo compartilhar múltiplas vivências que constituem o Bairro Flores, como um reduto coreano mas também multicultural.

Já entre as instituições representativas coreanas localizadas no Bairro Flores, se destaca o Clube de Calígrafos, o Grupo de Estudos de Cultura e Imigração Coreana,  o Clube de Belas Artes e as igrejas, mencionadas por muitos membros da comunidade como importantes espaços de socialização e manutenção dos costumes, como também de repasse das tradições as novas gerações.

Embarque em algumas histórias de imigrantes coreanos no Bairro Flores através do documentário Comunidad Coreana en La Argentina:

Conheça outras koreatowns já abordadas pelo BrazilKorea neste especial: Japão, Los AngelesNova York e Canadá.

Fontes: NTD LA | La Nacion

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *